Blog

Nova Área Protegida no Atlântico

Nova Área Protegida no Atlântico

A 1 de outubro foi aprovada em Cascais, na conferência das Partes da Convenção OSPAR, a criação de uma nova área protegida em águas internacionais ao largo dos Açores: a Área Marinha Protegida da Corrente do Atlântico e da bacia do monte submarino Evlanov.

Esta nova área protegida é considerada vital pelos especialistas. De acordo com os dados mais recentes nos últimos 50 anos, as aves marinhas registaram declínios de 70% a nível mundial e são hoje o grupo de aves mais ameaçado.

De acordo com investigações internacionais foi possível compreender que o local da nova área protegida é utilizado anualmente por mais de 56 colónias dispersas pelo Atlântico Norte e Sul, perfazendo um número aproximado de 2,9 a 5 milhões de aves marinhas, ocorrendo assim neste local uma das mais importantes concentrações de aves marinhas no Atlântico.

Nesta mesma conferência foi ainda aprovada a nova Estratégia Ambiental do Atlântico Nordeste até 2030 que traça objetivos para travar os impactos das alterações climáticas, a perda da biodiversidade, a acidificação e a poluição dos ecossistemas marinhos, nomeadamente protegendo 30% da Área Marítima OSPAR até 2030 e importantes habitats florestais de algas e reduzindo a poluição, incluindo por plásticos, em 50% até 2025 e em 75% até 2030.

Objetivos ambiciosos que todos esperamos que sejam verdadeiramente trabalhados e alcançados. Como indivíduos façamos a nossa parte prevenindo a poluição de rios e oceanos: utilizando cosméticos e detergentes naturais, eliminando os artigos de uso único de qualquer tipo de material, reduzindo a utilização de artigos de plástico, reduzindo a pegada ecológica e consecutivamente a produção de resíduos.

Todas as ações importam, pois todos fazemos parte do futuro no qual pretendemos viver.



×