Blog

Dicas para Começar a Jardinar

Dicas para Começar a Jardinar

Se uma das suas resoluções deste novo ano é começar a jardinar em casa, hoje partilhamos algumas sugestões para tornar esta resolução mais sustentável e eficiente a longo prazo, e em consequência mais fácil de cumprir e manter.

Começar a jardinar em casa pode parecer uma tarefa complexa no início, pois existem inúmeras variáveis a ter em conta, contudo, e citando um dos princípios da permacultura criados por David Holmgren, “usar soluções lentas e pequenas” é aconselhado para que a aventura pela jardinagem corra pelo melhor.

Para quem começa a jardinar em casa pode ser extremamente tentador deslocar-se a um viveiro e comprar as plantas que pretende já com algumas folhas, substrato, suportes/vasos e apenas chegar a casa e plantar as mesmas no local pretendido. Mas esta solução falha no essencial. Para compreendermos verdadeiramente as plantas e o seu desenvolvimento é fulcral acompanharmos o seu processo desde o início. Já para não falar de que este é o verdadeiro caminho sustentável.

Claro que demorará mais tempo. Mas os jardineiros necessitam de aprender a “arte” de ter paciência, de aguardar e compreender se os esforços realizados vão ser recompensados, ou se falharam em algum passo e necessitam de recomeçar de novo.

Assim aconselhamos a começar pelas práticas simples e lentas:

- compostagem caseira - pois será a adição perfeita, sustentável e grátis para as vossas plantas

- recolha de água das chuvas, seja em que suporte for - jardinar aumenta consideravelmente os gastos de água e toda a que pudermos recolher será sempre bem-vinda

- aprender mais sobre as plantas favoritas - preferencialmente espécies que já sejam consumidas em casa e adequadas ao espaço e orientação solar existente

- elaborar um plano a longo prazo para todo o espaço disponível – esta planificação é extremamente importante para uma correta organização e visão futura. De notar que um plano de longo prazo deve ter em consideração as alterações climáticas previstas para a zona, nomeadamente no que respeita à temperatura ambiente e à precipitação expectável. Estas informações podem ser consultadas em plataformas como o Portal do Clima

- montar poucas ou pequenas estruturas de cultivo para começar – apenas uma cama de cultivo ou alguns vasos permitem ter mais controlo sobre os desafios que vão surgindo e aprender com as ações falhadas

- semear uma variedade de plantas nativas, bem adaptadas à região - no caso de espécies perenes, arbustos e árvores, adaptadas às condições climatéricas que são esperadas a médio e longo prazo

- incluir abrigos e água para a biodiversidade local.

Jardinar faz parte do caminho em direção à sustentabilidade e é um processo enriquecedor e divertido de realizar em família. Exige tempo, dedicação e paciência, que são largamente recompensados quando vemos os nossos esforços traduzidos em frutas e legumes que servimos aos nossos familiares e amigos.

Se esta é uma das suas resoluções de Ano Novo siga em frente com coragem, mas se não é, aventure-se!



×