Blog

Dia Nacional da Conservação da Natureza

Dia Nacional da Conservação da Natureza

Hoje celebra-se o Dia Nacional da Conservação da Natureza e no próximo domingo o Dia Mundial do Vigilante da Natureza.

É difícil falar de conservação e vigilância da Natureza quando o país se encontra a braços com uma seca extrema e com incêndios que consomem sem parar uma grande porção do nosso território. Tendemos a procurar culpados e a atribuir responsabilidades que quase nunca recaem sobre nós, pois não fomos nós que conduzimos à seca ou que ateamos o fogo.

Na realidade a conservação da Natureza é um assunto que diz respeito a todos nós, quer vivamos em zona rural ou urbana, pois o território nacional pertence-nos a todos e ao perdê-lo todos ficamos prejudicados, de forma mais ou menos óbvia.

Todos nós diariamente podemos respeitar a Natureza que nos rodeia e que faz parte integrante do nosso país, todos nós podemos compreender a escassez dos recursos naturais que possuímos e honrá-los fazendo apenas o uso mínimo dos mesmos, todos devemos cumprir o dever de manter limpos os nossos territórios rurais e proteger os demais denunciando práticas indevidas.

Existe uma tendência para acharmos que estes comportamentos são apenas para alguns porque moram em zonas de risco (de seca ou incêndio), mas este pensamento encontra-se errado, estas atitudes devem ser cumpridas por todos nós, todos os dias e em qualquer contexto.

Se os nossos rios desaparecerem em prol de culturas agrícolas ou práticas desadequadas à realidade, má gestão ou planeamento, e se as nossas florestas desaparecerem consumidas por incêndios incontroláveis causados por descuidos, más práticas ou mão criminosa, o que irá ser de todos nós sem água, sem árvores e toda a biodiversidade que nelas habita? O que iremos dizer aos nossos filhos e netos quando perguntarem sobre o porquê de já não existirem rios abundantes, florestas verdejantes e ecossistemas variados? É fácil apontar o dedo, mas estamos todos aqui e agora e devemos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para conservar o pouco que nos resta e assegurar um futuro para os que se seguem a nós.

Sobre os Vigilantes da Natureza: são poucos, a trabalhar em condições difíceis e solitárias. Remam contra uma corrente que sozinhos nunca conseguirão vencer. Precisam da colaboração de todos e de respeito pela sua profissão. Na Murta sentimo-nos honrados por todos os que dedicam a sua vida a proteger o nosso território e deixamos aqui o nosso profundo Obrigado.

Assumamos as nossas responsabilidades pois elas são reais e aplicam-se a todos, é fulcral que cumpramos os nossos deveres e o nosso papel como cidadãos ativos e participativos na sociedade em direção a um futuro com recursos naturais e com uma Natureza próspera.

Fotografia de S Migaj do diretório de fotografias Pexels.



×