Blog

Dia Internacional para a Preservação da Camada do Ozono

Dia Internacional para a Preservação da Camada do Ozono

As ondas de calor, a seca e a ocorrência de variados fenómenos climáticos extremos por todo o mundo não nos pode fazer esquecer problemas antigos.

Hoje celebra-se o Dia Internacional para a Preservação da Camada do Ozono. A camada naturalmente presente no nosso planeta e que suporta a existência de Vida tal e qual como a conhecemos. A mesma camada que foi, e continua a ser, destruída pelas atividades humanas não pode ser esquecida no meio do turbilhão das alterações climáticas.

Por isso hoje reforçamos a sua importância. Relembramos que sem esta camada protetora à volta do planeta Terra não existiríamos, mas com a sua destruição (ainda em vigor pois os gases acumulados são persistentes/de elevada longevidade e vão-se movimentando na atmosfera e provocando a ocorrência de buracos) pode ser expectável no organismo humano: um declínio nas funções imunológicas, ocorrência de danos na visão, evidências de envelhecimento precoce e maior probabilidade de desenvolvimento de cancro da pele.

Muitos avanços foram feitos desde a descoberta do “Buraco do Ozono” em 1979, realizaram-se convenções e assinaram-se protolocos, para que os países agissem em uníssono e travassem a sua progressão e a emissão de mais gases contribuidores para esse fim. Contudo em 2005 o buraco apresenta-se com a maior área desde que foi descoberto: 26,6 milhões de km2, o que nos coloca a todos em risco.

Com base nos protocolos assinados as indústrias produtoras de equipamentos de refrigeração, químicos e produtos com dispersão por aerossol (fonte dos gases com maior contribuição para o buraco: CFC, HCFC, CTC, brometo de metilo e halons) foram obrigadas a mudar, mas muito ainda há a fazer e novas substâncias estão continuamente a surgir e a comprovar-se os seus efeitos negativos sobre a camada protetora (como por exemplo o CFC-11). (FONTE: UNRIC).

Os esforços não podem cessar para nos proteger a todos. E todos temos um contributo a dar.

Eis os comportamentos que devemos adotar para proteger a camada do ozono de acordo com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA):

- optar por equipamentos de refrigeração (frigoríficos e congeladores) e unidades de ar condicionado com a etiqueta “Amigo do Ozono”, que não emitem gases clorofluorocarbonetos nem hidroclorofluorocarbonetos (CFC e HCFC, respetivamente)

- evitar comprar ou tratar madeira com químicos que contenham brometo de metilo

- não utilizar aerossóis com recurso a CFC

- substituir e entregar em local apropriado os equipamentos de refrigeração e unidades de ar condicionado produzidos antes de 1995 (normalmente a entrega deve ocorrer em ecocentros, grandes superfícies com pontos de recolha ou Bombeiros locais, para consultar estes pontos num mapa visite a plataforma oficial em OndeReciclar.pt).

- substituir e entregar em local apropriado extintores de halon ou com halon como componente ativo (aconselha-se contactar com os Bombeiros locais e questionar se aceitam receber este tipo de equipamentos ou se deverá ser entregue no ecocentro mais próximo).

Nesta data relembramos a importância da preservação da camada de ozono e como todos podemos contribuir para travar a progressão do “Buraco do Ozono” e impedir que os efeitos da diminuição desta barreira protetora se façam sentir. Por um futuro com raios solares saudáveis.

Fotografia da plataforma oficial das Nações Unidas para o Dia Internacional para a preservação da Camada de Ozono.



×